Mensagem Evangelística: "O Caminho da Salvação"

O Caminho da Salvação


Por Arthur Pink

caminho graçaQue devo fazer para ser salvo? Salvo de que? De que desejas ser salvo? Do inferno? Isso não prova nada! Ninguém deseja ir para lá. O assunto entre Deus e o homem é O PECADO. Desejas ser salvo disto?

O que é o pecado? O pecado é uma espécie de rebelião contra Deus. É auto-complacência; é ignorar as advertências de Deus, e ser completamente indiferente ao fato de que nossa pode agradar ou desagradar a Deus.

Jesus salvação Antes que Deus salve um homem, Ele o convence de sua pecaminosidade. Não quero dizer com isto que ele passe a dizer como muitos: "Sim, somos pecadores, já sabemos!". Antes, quero dizer que o Espírito Santo me faz sentir no coração que tenho estado toda minha vida em rebelião contra Deus, e que meus pecados são tantos, tão grandes, tão negros, que temo ter transgredido além do alcance da misericórdia divina.

Já experimentou tal experiência alguma vez? Já se sentiu totalmente indigno de ir ao céu, e completamente separado da presença de um Deus Santo? Percebes que em ti não existe nada bom, nem bem algum creditado em sua conta; e que sempre amou as coisas que Deus odeia, e odiou as coisas que Deus ama?

Ao meditar nestas coisas, teu coração não fica quebrantado perante Deus? Não te lamentas por ter feito mal uso de Suas misericórdias, de Suas bênçãos, por ter abusado do Dia do Senhor, por haver rejeitado Sua Palavra, e por não ter lhe dado um lugar verdadeiro em teus pensamentos, em tuas afeições e em tua vida? Caso não tenha visto, nem sentido tais coisas de modo pessoal, então, neste momento, não há esperança para ti, pois Deus diz: "Se não vos arrependerdes, todos de igual modo perecereis" (Lucas 13.3).

Porém, se tens chegado ao lugar onde o pecado é tua maior enfermidade, onde ofender a Deus é tua maior tristeza, e onde teu maior desejo é agradar a Deus e honra-lo; então, você possui esperança: "Porque o Filho do Homem veio buscar e salvar o que se havia perdido" (Lucas 19.10). Ele te salvará, se estas pronto e disposto a abandonar as armas de tua rebelião contra Ele, a enclinar-se ao Seu Senhorio, e a render-se a Seu Controle.

Jesus Seu sangue pode limpar a mancha mais escura. Sua graça pode sustentar ao mais débil. Seu poder pode livrar o que sofre provas e tentações. "Ouvi-te em tempo aceitável, e te socorri no dia da salvação!" (II Cor. 6.2). Renda-te diante dos convites de Deus!

Entregue a ele o trono do teu coração. Confie em Sua Morte expiatória. Ame-o com toda a tua alma. Obedeça-o com todas as tuas forças, e Ele te guiará ao céu: "Creia no Senhor Jesus Cristo, e serás salvo, tu, e a tua casa" (Atos 16.31).

Traduzido por Marcelo Lemos, para o projeto Olhar Reformado.

10 comentários :

  1. Paz Marcelo,

    Quero comunicar o novo endereço do meu blog:
    www.pulpitofiel.wordpress.com

    Tenho enfrentado dificuldades (spams) no antigo endereço e decidi abandoná-lo depois de várias tentativas de publicações.

    Sem mais,

    Marcos, do Fé Reformada Veritas.

    ResponderExcluir
  2. Paz Marcelo,

    O meu blog fe reformada voltou a funcioanar graças a Deus!

    Portanto, desconsidere a minha comunicação anterior!

    Marcos, Fe Reformada Veritas.

    ResponderExcluir
  3. Paz de Jesus Cristo !

    Os textos de Arthur Pink são muito bons e nos impele a sermos questionardores e a buscar a piedade que nos mostra o evangelho.

    Mas aproveito para somente fazer um questionamento: você tem utilizado em seus textos desenhos com ilustração que se referem a Jesus, o Jesus Católico de ollhos azuis e longos cabelos, temos sempre a preocupação em dize-los a não adorar imagens, etc... . Não acha que isso traz uma má impressão.

    Desculpe o questionamento, não busco embates, pois na verdade sou assíduo frequentador de seu blog, pois me identifiquei com você por hoje me considerar um crente reformado, não cessassionista e frequentando igreja de linha arminiana. Mas é que tenho visto isso em vários blogs...

    ResponderExcluir
  4. marcelolemoseditor5 de outubro de 2009 12:44

    Entendo sua preocupação. Mas, entenda-me, os cristãos reformados não eram contra o uso de imagens representativas, porém, condenavam a adoração a elas, ou a qualquer outro símbolo. Por exemplo, tenho um mini-artigo preparado para publicar aqui no blog, que trata justamente do uso que os protestantes faziam de imagens, como acontecia nas primeiras edições da King James Version - a mais tradicional e protestante entre as traduções protestantes!

    Ou seja, mesmo naquela que é nossa tradução mais confiável, tradicional, e aceita, agente já tinha significativo uso de imagens representativas.

    Fica registrado o seu questionamento, e preocupação.

    Paz e bem

    ResponderExcluir
  5. Desculpem a intromissão, mas me parece que Calvino era contra qualquer representação da divindade.

    ResponderExcluir
  6. De qualquer forma não me sinto confortável com essa ótica da representatividade, ainda mais por eu vir de berço católico e agora pregar aos familiares sobre as imagens, sejam de gesso ou em "santinhos", pois a desculpa de um católico é sempre: " eu as tenho como uma fotografia...., é somente como uma lembrança...". Se nos posicionarmos mais brandamente não poderemos critica-los para que possam enchergar a verdade.

    ResponderExcluir
  7. marcelolemoseditor5 de outubro de 2009 20:05

    Tens razão, eu acho. O mesmo pode ser dito da maioria dos puritanos. Acho que sou meio anglicano, hein?

    Paz!

    ResponderExcluir
  8. marcelolemoseditor5 de outubro de 2009 20:05

    Entendo. Prometo que vou rever minha escolha sobre este ponto, irmão Márcio; afinal, este blog tem como objetivo a edificação do Corpo de Jesus. Obrigado por compartilhar seus sentimentos conosco.

    ResponderExcluir
  9. Glórias a Deus por espaços como este !

    Igreja reformada, sempre reformando !

    ResponderExcluir
  10. marcelolemoseditor6 de outubro de 2009 21:40

    Oi, Márcio. Obrigado pela visita, e também pela participação.

    Volte mais vezes, ok?

    Paz e bem!

    ResponderExcluir

Comente e faça um blogueiro sorrir!

Reservamos o direito de não publicar comentários que violem a Lei ou contenham linguagem obscena.